GERENCIANDO O MEDO E A ANSIEDADE DURANTE UMA PANDEMIA

por Dr. Chinwé Williams

À medida que as informações sobre o Coronavírus (COVID-19) continuam a se desdobrar, muitas famílias estão passando por uma ampla gama de pensamentos, sentimentos e reações.

Empregadores e funcionários estão preocupados com o impacto do coronavírus nos negócios e na economia em geral.

Os pais temem a possibilidade de que os alunos sejam solicitados a ficar em casa, longe da escola. Os distritos escolares de todo o país já fecharam temporariamente.

E as crianças estão lutando para entender o que está acontecendo e como devem se sentir.

Pode haver muita ambiguidade em torno de muitas coisas – pelo menos no curto prazo. Aprender a tolerar a ambiguidade da vida sem ficar muito estressado é um aspecto importante da saúde emocional. Mas como conseguir isso?

A primeira coisa é reconhecer os sinais de que você ou seu filho podem estar lutando. As reações comuns a essa crise de saúde pública podem incluir:

  • Ansiedade / medos ou preocupações excessiva
  • Hipervigilância ou preocupação excessiva com sua saúde ou corpo
  • Dificuldade de concentração
  • Sentimentos de desamparo
  • Isolamento social 

Saber como lidar com as preocupações de nossos filhos (e as nossas) não é fácil. Abaixo estão algumas maneiras simples de gerenciar a ansiedade durante as várias perturbações da vida:

1. Conheça os fatos

A ansiedade diminui com os fatos. Mantenha-se informado visualizando sites estabelecidos e de origem especializada, como o CDC (Centros de Controle de Doenças) e a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Pelo que é relatado, apenas uma pequena porcentagem de crianças foi afetada pelo vírus, mas ainda é importante tomar precauções saudáveis.

A adoção de hábitos higiênicos saudáveis, como lavagem frequente das mãos com água e sabão, utilizando desinfetante para as mãos à base de álcool, e cobrindo boca e nariz com um lenço de papel ou uma luva (não as mãos) quando tossir ou espirrar, é muito importante.

Se for inevitável viajar, limpe os apoios de cabeça, braços e mesas de bandejas com lenços desinfetantes. E, como sempre, não deixe de dormir adequadamente. O sono é restaurador e ajuda a fortalecer seu sistema imunológico.

2. Valide os medos do seu filho

Você pode não concordar com a maneira com a qual seu filho venha se expressar, mas, evite ignorar seus medos. Em vez disso, incentive a conversa.

Se eles têm medo de ir à escola, valide isso. Você pode dizer: “Entendo que você esteja preocupado. Faz sentido que você tema. O que mais você está sentindo? Compartilhe a verdade com seu filho e esclareça qualquer informação incorreta.

Por fim, reforce o que eles precisam fazer para se manterem seguros e lembre-os do que a escola está fazendo para mantê-los seguros. Algumas crianças podem não discutir seus medos, mas podem estar internalizando suas preocupações.

É importante estimular o ambiente para ser propício expressar todas as emoções e garantir que seu filho te encontre disponível para ouvi-lo sempre que ele quiser conversar.

3. Limitar a cobertura da mídia

As notícias sobre a disseminação do coronavírus estão por toda parte e são frequentemente dramatizadas para esse efeito. Monitore a quantidade de mídia a que você e seus filhos estão expostos. Desligue a TV perto de crianças mais novas.

A ansiedade tende a espiralar com a superexposição a informações assustadoras ou apenas o consumo excessivo de informações. Mantenha-se informado, mas, não se esqueça de fazer pausas mentais.

4. Discuta interrupções

Converse com sua família sobre como se preparar para as perturbações da vida. Muitas destas perturbações são realmente difíceis de serem antecipadas ou planejadas suficientemente, por mais que tentemos. Nossos prazos podem ser interrompidos e isso é inevitável.

Embora possa ser difícil deixar de lado nossos cronogramas e trabalhar com o que a vida está oferecendo, é preciso um nível de fé para fazê-lo. Confiança e fé. As tempestades da vida, embora desafiadoras, nos dão oportunidades para exercitar nossa fé.

5. Manter perspectiva

Tenha em mente o que e quem realmente importa na vida. Mantenha suas conexões sociais. Claro, grandes multidões podem parecer assustadoras agora, então, o cruzeiro da Disney precisará ser remarcado, mas, tente não se isolar de todos os seres humanos.

Manter nossas redes sociais mais próximas ajuda a manter uma sensação de segurança e normalidade. Além disso, flexibilidade e um ótimo senso de humor (quando possível) são ótimas habilidades para serem praticadas à medida em que gerenciamos a incerteza e a ansiedade.

Se você ou seu filho estiverem experimentando uma sensação avassaladora de medo ou ansiedade, causando problemas significativos no funcionamento geral, procure apoio adicional com um profissional de saúde mental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *